PAGINAS

Seja nosso parceiro.

500 mil acessos.

Seguidores do Camaçari destaques.net

Total de pessoas visitando o Camaçari destaques.net agora.

sábado, 1 de dezembro de 2012

Adolescentes torturam garota de 14 anos por causa de namorado; ação foi filmada

Trio já foi apreendido e será encaminhado ao Ministério Público (MP) Da Redação publicidade Três adolescentes de 14, 15 e 17 anos que aparecem em um vídeo divulgado pela internet espancando e torturando outra jovem de 14 anos serão apresentadas ao Ministério Público nesta sexta-feira (30), segundo a Polícia Civil. O caso aconteceu em uma casa no bairro de Fazenda Grande do Retiro na segunda-feira (26). As três adolescents foram apreendidas pela 4ª Delegacia e encaminhadas para a Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI) e confessaram o crime para a delegada Claudenice Mayo, titular da unidade. O caso aconteceu, segundo as jovens, depois que duas delas viram a vítima fazendo sexo com o namorado da outra amiga, de 15 anos. Como vingança, elas planejaram a sessão de espancamento e humilhação, que foi filmada e divulgada. De capuz, uma das adolescentes mostra a vítima, completamente nua e com as mãos amarradas, mandando outra jovem filmar. "Aqui é o barril da Fazenda Grande. Mulher que gosta de pegar homem dos outros tem que receber isso (...) Pode chorar! Isso é pra você aprender que a mulher da Fazenda Grande não é otária", diz a adolescente. Depois de bater na jovem, as agressoras ainda cortaram o cabelo dela. Segundo a polícia, o vídeo foi gravado em um telefone celular. Uma outra jovem de 17 anos, que não participou do espancamento, copiou as imagens e divulgou sem conhecimento das agressoras, de acordo com a delegada. A exibição das imagens serão proibidas pelo Ministério Público. As agressoras vão responder por lesão corporal, tortura e constrangimento. A promotoria vai representar pela internação provisória das três adolescentes. A delegada já ouviu as adolescentes agressoras e a vítima. Ela ainda vai ouvir a jovem que divulgou as imagens na internet e o rapaz que foi o motivo do crime, que recebeu as adolescentes em casa em São Caetano no domingo, quando teria feito sexo com a vítima. Festa A Polícia Civil informou que tanto as agressoras quanto a vítima foram para casa do adolescente de 15 anos depoiis de saírem de uma festa que aconteceu perto de um posto de gasolina em São Caetano. Elas disseram que esperavam o efeito do álcool consumido na festa passar e, por isso, ficaram na casa do adolescente toda a madrugada. Foi quando o jovem acabou fazendo sexo com a menina de 14 anos, o que foi percebido pelas outras adolescentes. No dia seguinte, duas das agressoras telefonaram para a casa da namorada do adolescente e disseram que o rapaz fez sexo com outra jovem. Elas se reuniram na casa de uma delas, no Novo Marotinho, e ligaram para a vítima, tentando convencê-la a ir para o local. A jovem recusou, mas foi retirada de casa às 6h e levada para a casa onde aconteceu a agressão. Ela foi amarrada e despida, para em seguida ser espancada. A adolescente traída foi quem cortou o cabelo da vítima usando uma faca. Foram duas horas de tortura. Depois, a vítima foi levada pelas agressoras para casa. As jovens disseram aos pais da vítima que a filha deles teria sido sequestrada e agredida por um grupo de homens e libertada pelas amigas. A mãe da vítima, agradecida, chegou a dar dinheiro como recompensa para uma das agressoras. Com medo de ser agredida de novo, a menina ficou calada sobre o fato até um vizinho ver o vídeo na internet. Os pais então procuram a 4ª Delegacia para prestar queixa. O caso foi encaminhado para a DAI. Matéria original do Correio